Restaurante Firmino

10 Julho, 2024

O Firmino tem 47 anos e a ementa pouco mudou. As filhas que ali nasceram, hoje já mães, ajudam, agora, os pais a tocar o negócio. Os clientes são quase todos “da casa”.

As carnes são caseiras, os legumes vêm das hortas de familiares, o peixe dos barcos da terra, o vinho é de lavrador, os empregados são irmãos, primos, tios, sobrinhos. Ali, n’O Firmino, à entrada da principal rua do Bairro Norte, a dois passos da praia, na Póvoa de Varzim, há “comida caseirinha”, numa “casa familiar”.

“Tenho aqui clientes que andaram comigo ao colo, que tomavam conta de mim para a minha mãe ir fazer um prego ou servir alguém”, conta, sorrindo, Isabel Araújo. Nas mãos do pai, Firmino Brito, a casa tem 47 anos. Isabel já perdeu a conta às histórias gravadas naquelas paredes – e o que se ria quando, criança pequena, lavava a cara na tigela, encostada à pipa, onde caíam os restos de vinho.

Ela e as irmãs nasceram e cresceram ali, entre tachos e panelas, a tomar conta uns dos outros e a ajudar como podiam. O pai chegou à Póvoa em 1966. Começou numa casa conhecida por Portas de Cortiça, junto ao Casino. Trabalhava de dia e de noite, com os muitos que vinham ao jogo à Póvoa e os que, depois do turno, no Casino, passavam por lá a comer. Seguiu-se o Estrela do Mar e, uns anos depois, em 1975, O Firmino.

Sabores do

Restaurante Firmino

A comida caseira sempre foi o forte e as gentes de Guimarães, Famalicão, Vizela e Famalicão que, no verão, escolhiam a Póvoa para vir a banhos, depressa descobriram a casa. Hoje, os clientes são um misto de poveiros e “malta” de fora: “Os pratos ainda são os mesmos de há 47 anos. Os clientes já sabem que à segunda, por exemplo, é bacalhau cozido com grão-de-bico, ao sábado tripas e ao domingo cozido à portuguesa”, continua a contar Isabel.

A mãe, Teresa, aos 75 anos, ainda toca a cozinha. Isabel e a irmã, Alexandrina, tratam do serviço às mesas ou para levar. O pai vem quando a saúde o deixa.

O espaço é humilde, a decoração entre uma antiga adega e um restaurante, paredes em azulejo ou pedra, quadros, uma ou outra fotografia. Os clientes são quase todos tratados pelo nome. À porta, do lado do Largo Caetano de Oliveira, a enorme pipa de vinho anuncia a casa. Numa das paredes, as homenagens do “grupo das terças” ao “amigo” Firmino: médicos, engenheiros e advogados reuniam-se ali uma vez por semana. Só homens. Hoje, já reformados, muitos ainda lá continuam a ir. Ao lado, uma fotografia com mais de 30 anos de Firmino a arranjar um enorme bacalhau fresco.

Por ali, é famoso o bacalhau à Firmino (frito com batatas às rodelas e cebolada), o cozido à portuguesa, as tripas, a pescada à poveira, a sardinha assada, as papas de sarrabulho. Nas sobremesas, o top é partilhado pelo Firminito, um doce da casa feito com bolacha, café e chantilly; as Teresinhas, um folhado de massa filó e creme de ovo; e a rabanada à poveira.

Vinhos Recomendados no 

Restaurante Firmino

Gravuras do Côa

Gravuras do Côa Reserva Branco - Este é um vinho reserva branco, originado de uma vindima manual seguindo grandes pontos de maturação onde as uvas são criteriosamente selecionadas. Breve maceração pré-fermentativa seguida de fermentação alcoólica sob controlo de temperatura entre 12ºC-14ºC em cubas de inox criando vinhos mais elegantes e preservando os aromas. Encenação 'sur lies' com bâtonnage em madeira de carvalho francês. Apresenta uma cor citrina com laivos verdes. Frutado mas elegante com notas florais e minerais, tosta suave que o torna macio na boca com bom volume e boa acidez. Suave, delicado e refrescante. Um grande vinho branco típico do terroir duriense.

  Harmonização
  Mariscos, Peixes e Queijos.

Gravuras do Côa Reserva Tinto - Este é um vinho reserva tinto, originado de uma vindima manual seguindo grandes pontos de maturação onde as parcelas são criteriosamente selecionadas. Maceração pelicular e fermentação alcoólica com controlo de temperatura em cubas de inox. Maceração pós-fermentativa seguida de fermentação maloláctica. Estágio mínimo de 3 anos antes do engarrafamento. Apresenta uma cor rubi com laivos violáceos. Aromas de frutos vermelhos com compota e notas balsâmicas, notas de tosta, baunilha e chocolate. Bem estruturado e denso ao mesmo tempo é elegante e persistente.

  Harmonização
  Carnes Vermelhas e Caça.

Gravuras do Côa Colheita Branco - Este é um vinho reserva tinto, originado de uma vindima manual com ótimos pontos de maturação. Pequena maceração pré-fermentativa seguida de fermentação alcoólica a temperatura controlada em cubas de inox que dão origem a vinhos elegantes e preservam os aromas. Encenação 'sur lies'. Apresenta uma cor citrina com laivos verdes. Frutado, fresco e vivo com um toque mineral. Na boca é jovem e macio, bom volume e acidez. Suave, delicado e refrescante.

  Harmonização
  Peixes e Mariscos.

Gravuras do Côa Colheita Tinto - Este é um vinho reserva tinto, originado de uma vindima seletiva e manual seguindo grandes pontos de maturação. Fermentação alcoólica em cubas de inox com temperatura controlada. Maceração pelicular seguida de fermentação maloláctica. Estagio mínimo de 2 anos antes do engarrafamento. Apresenta uma cor rubi com laivos violáceos. Aromas de frutas vermelhas e pretas com leves notas de baunilha e tosta. Muito elegante, suave e persistente.

  Harmonização
  Caça,Carnes Brancas, Carnes Vermelhas e Queijos.

Guadalupe 

Guadalupe Branco - Este é um vinho reserva branco, originado de uma vindima manual seguindo grandes pontos de maturação onde as uvas são criteriosamente selecionadas. Breve maceração pré-fermentativa seguida de fermentação alcoólica sob controlo de temperatura entre 12ºC-14ºC em cubas de inox criando vinhos mais elegantes e preservando os aromas. Encenação 'sur lies' com bâtonnage em madeira de carvalho francês. Apresenta uma cor citrina com laivos verdes. Frutado mas elegante com notas florais e minerais, tosta suave que o torna macio na boca com bom volume e boa acidez. Suave, delicado e refrescante. Um grande vinho branco típico do terroir duriense.

  Harmonização
  Peixes.

Guadalupe Winemakers Selection Branco​​​ - Este é um vinho reserva branco, originado de uma vindima manual seguindo grandes pontos de maturação onde as uvas são criteriosamente selecionadas. Breve maceração pré-fermentativa seguida de fermentação alcoólica sob controlo de temperatura entre 12ºC-14ºC em cubas de inox criando vinhos mais elegantes e preservando os aromas. Encenação 'sur lies' com bâtonnage em madeira de carvalho francês. Apresenta uma cor citrina com laivos verdes. Frutado mas elegante com notas florais e minerais, tosta suave que o torna macio na boca com bom volume e boa acidez. Suave, delicado e refrescante. Um grande vinho branco típico do terroir duriense.

  Harmonização
  Carnes Brancas, Peixes e Queijos.

Guadalupe Winemakers Selection Tinto - Este é um vinho reserva branco, originado de uma vindima manual seguindo grandes pontos de maturação onde as uvas são criteriosamente selecionadas. Breve maceração pré-fermentativa seguida de fermentação alcoólica sob controlo de temperatura entre 12ºC-14ºC em cubas de inox criando vinhos mais elegantes e preservando os aromas. Encenação 'sur lies' com bâtonnage em madeira de carvalho francês. Apresenta uma cor citrina com laivos verdes. Frutado mas elegante com notas florais e minerais, tosta suave que o torna macio na boca com bom volume e boa acidez. Suave, delicado e refrescante. Um grande vinho branco típico do terroir duriense.

  Harmonização
  Caça,Carnes Brancas e Carnes Vermelhas.